Rua Augusta nº 60

Uma loja com História

Uma loja com quase um século de existência , aberta ao publico depois da I Grande Guerra estendendo a sua existência enquanto deflagrou a II Guerra Mundial ultrapassando os tempos até à actualidade. É inquestionavelmente um marco na cidade de Lisboa, a capital cosmopolita que acolheu milhares de refugiados durante os seis anos desse período negro da historia internacional.
 
Entraram neste estabelecimento , em plena Rua Augusta, muitas dessas pessoas. E muitas delas voltaram anos mais tarde quando revisitaram Lisboa, as mais das vezes acompanhadas de filhos e netos.
Este cenário repete- se no nossos dias , sendo cada vez maior o número de pessoas , nacionais e estrangeiras que reconhecem a loja e a divulgam entre amigos e conhecidos albergando agora a marca Achega que nos remete para a tradição do bem fazer “knitwear” em Portugal desde 1957.
 
Longevidade
 
O estabelecimento abriu portas a 26 de Junho de 1923, sob contrato de arrendamento celebrado entre a proprietária do prédio , Companhia de Seguros Tranquilidade, e a proprietária e fundadora do estabelecimento , Martins e Lopes , Lda.
 
Desde o seu inicio até hoje , este estabelecimento sempre esteve em plena a actividade , pelo que conta 95 anos de existência.
Durante  boa parte deste período , esta casa permanece activa gerida pelos descendentes de José Coelho Achega. Pioneiro das malhas Achega e grande protagonista do sector industrial têxtil em Portugal, primeiro sucederam- lhe  os filhos e, agora , já numa fase de transição e modernização, os seus netos, que hoje mantêm vivo e activo o comércio tradicional da baixa Pombalina.  

tradição

moda

comércio de rua

Achega
rua Augusta n60, Lisboa